O escritor E. Al. Roper, autor do livro “A Energia do Silêncio”, falou sobre as falhas extra-campo da Seleção Brasileira, mais precisamente sobre condutas inapropriadas na estratégia de uso das palavras e do silêncio. Para o escritor, embora tenham existido outros motivos para a decepcionante atuação do Brasil, esse fator atuou contra nosso time.
1) Na lateral do ônibus da seleção brasileira, havia a seguinte mensagem: “Prepare-se: o hexa está chegando…”
Essa frase possui uma meta de tempo indeterminado e ecoa soberba. Melhor seria ter usado: “Brasil, sua torcida é a nossa energia”.
2) Felipão disse inúmeras vezes: “Nós ganharemos a copa!”. Embora seja altamente salutar o pensamento positivo, isso foi como dizer aos outros times: “Perderão tempo em participar da Copa, pois a taça já é nossa!”
3) Também a Presidente do Brasil incorreu no mesmo erro que o técnico da seleção. Em fevereiro deste ano, num evento em Bruxelas, fez a seguinte declaração: … “eu disse ao Papa que essa Copa tinha uma característica, era uma Copa de todos aqueles que querem acreditar em um mundo melhor. Por quê? Porque nós, sem sombra de dúvida, no Brasil, temos a certeza que nós ganharemos a Copa.” A Chefe de Estado, representante do país sede, fazendo uma provocação mundial desse porte, lembra um pouco aquela história que dizem a respeito do Titanic, uma frase distribuída num panfleto antes de sua primeira e única viagem: “Este nem Deus afunda”.
4) Um dos jogadores da seleção, antes do início da Copa, teria prenunciado que, após a competição, teria de receber 50% de aumento em seu salário.
5) O goleiro Júlio César não deveria ter dado aquela entrevista no final do jogo contra o Chile, no qual sua atuação definiu a vitória do Brasil. Na entrevista, ele tratou seu alto desempenho como uma redenção à sua atuação na Copa de 2010. Ainda não era o momento para falar o que ele falou, pois suas palavras marcaram seu “auge” na competição – auge que deveria ter sido numa esperada final vitoriosa da seleção.
6) Durante o torneio, Felipão teve uma conversa reservada com seis jornalistas de sua confiança. Rumores de que o técnico se arrependera de ter levado um ou mais jogadores para a Copa expôs seus comandados e criou um ressentimento entre os jornalistas excluídos da lista.
7) A música tema dos jogadores foi inapropriada.
“Ergue essa cabeça mete o Pé e vai na fé, manda essa tristeza embora. Basta acreditar que um novo dia vai raiar, sua hora vai chegar”. Ora, não havia tristeza entre os jogadores. A seleção vinha de uma convincente vitória na Copa das Confederações. “A sua hora vai chegar” também traduz que a hora não é essa; a Copa não é essa. Ainda segundo o escritor, vem de longe os erros na estratégia do silêncio ignorada por técnicos, jogadores e políticos brasileiros. Na copa de 1998, Zagallo, empolgado após a vitória sobre a Holanda, na semifinal, esbravejou em tom desafiador: “Agora, vamos pensar no hexa!”. Perdeu para a França na final e adiou o objetivo do “penta” naquele mundial. Em 1950, o prefeito do Rio de Janeiro, em discurso para os jogadores da seleção, minutos antes da final contra o Uruguai, tentou profetizar: “Vós brasileiros, a quem eu considero os vencedores do campeonato mundial; vós, que a poucas horas, sereis aclamados campeões; vós que não possuis rivais em todo o hemisfério; vós que superais qualquer outro competidor; vós que eu já saúdo como vencedores!”
Deu no que deu…

E. Rodrigues on abril 24th, 2013

O que antes parecia improvável, agora já se mostra irreversível.
Desde que a AMAZON aportou no Brasil, no final do ano passado, o mercado de leitura digital deu um salto. Livros impressos com certeza ainda terão seu lugar nas prateleiras das livrarias (que estão em extinção), mas os ebooks conquistam a cada dia novos adeptos.

Cenas como a do autor Evandro Aléssio, no recente lançamento do livro (impresso!) “PIN” talvez não venham a diminuir. Entretanto, o que acontece depois disso deve mudar radicalmente daqui para frente.

A publicação como ebook diminui custos de produção, facilita (e barateia) a compra pelo “literófilo” e ainda contribui para a diminuição de resíduos ambientais. Um bom e-reader como o Kindle pode ainda carregar centenas de livros.

O evento do lançamento de um livro é para o autor um momento de quase “parto” de um trabalho que, via de regra, vem de uma longa gestação. Após esse evento inicial, geralmente destinado a amigos e parentes, a tendência será a diminuição dos trabalhos de impressão das gráficas.

E. Rodrigues on fevereiro 9th, 2012

Sou um entusiasta dos ebooks, mas vejo um futuro negro se
nada for feito, IMEDIATAMENTE.

Os autores, que confiaram no sistema de proteção de direitos
autorais (DRM) da Amazon, estão DESAMPARADOS.

Sites, como o epubr.com.br, fornecem ebooks crackeados do
Kindle, ou seja o DRM da Amazon não funciona.

E como ficam os novos autores? Colocam ou não seus livros
para vender na Kindle Store?

Acho melhor pensar mais um pouco…

Tags: , ,

E. Rodrigues on dezembro 18th, 2011

Qual o melhor aparelho para uma boa leitura?
Estamos fazendo uma pesquisa e logo postaremos aqui as vantagens de um e outro. Um apontamento definitivo para que você, que ainda não escolheu qual comprar, não perca tempo e dinheiro tentando acertar…

Tags: , ,

E. Rodrigues on julho 26th, 2011

Se você notar bem, vai ver que republiquei o artigo anterior: ” AUTOPUBLICAÇÃO SERÁ OBRIGATÓRIA EM 5 ANOS”.
O motivo é bem simples. Recebo inúmeros pedidos de avaliação de livros todos os dias em minha editora. São escritores iniciantes que procuram seu lugar ao sol e que acham que o único caminho é encontrar uma editora que “avalie” seu material e edite seu livro.
Coloquei a palavra “AVALIE” entre aspas, pois nem sempre é isto que acontece numa grande editora. Como exemplo, vou citar um fato que aconteceu comigo. Há alguns anos, deixei meu primeiro livro numa grande editora brasileira, escolhida respeitando os critérios de linha editorial da mesma. Descobri, dois dias depois, que a tal empresa recebia mais de 1000 (mil) livros por mês para serem “avaliados”. E aí eu pergunto: quantos funcionários esta empresa deverá ter para que fiquem, EXCLUSIVAMENTE, por conta de selecionar os livros que lhe são enviados?

Não vou me estender, pois ninguém tem paciência de ler posts grandes, mas quero que você, candidato a escritor, raciocine.

Publicar um livro, hoje, tornou-se bem mais fácil, pois NÃO É MAIS NECESSÁRIA A PARTICIPAÇÃO DE UMA EDITORA. Acredite! Escreva seu texto, pague uma boa revisora, pague um bom diagramador e capista, peça seu ISBN na Biblioteca Nacional (custa R$20,00), sua ficha catalográfica na SNEL ou CBL; e cadastre seu livro na AMAZON. IBOOKSTORE, etc… Caso queira ver seu livro impresso, faça uma cotação de UMA PEQUENA TIRAGEM em GRÁFICAS.
Quem acredita (e não espera de braços cruzados) sempre alcança…
Boa sorte!

Tags: , ,

E. Rodrigues on julho 26th, 2011

Por: Abril L. Hamilton (autor, fundador e editor-chefe da Publetariat)

Até recentemente, se você fosse autopublicado virtualmente, qualquer agente ou editor de livros não iria querer ouvir falar de você, como se seu prestígio fosse literalmente jogado fora. Mas, dado o teor e conteúdo das sessões deste ano do “Writers Digest Business Conference” eu prevejo que não irá demorar muito para que agentes e editores, rotineiramente, perguntem o que você tem autopublicado, e como está fazendo isso. Isso mesmo! Prevejo que, dentro de 5 anos, a autopublicação não será mais uma opção, mas sim, um PRÉ-REQUISITO para desconhecidos aspirantes a escritores. É a lógica, o próximo passo (inevitável) na plataforma de um autor.
Nesta conferência, a mensagem predominante era que ambos os autores (os aspirantes e os já publicados), precisam começar seu trabalho frente ao público leitor em cada oportunidade. E adivinhem? Se você está blogando ou fazendo sua escrita disponível para download em ebook ou formatos de podcast, você já está SE AUTOPUBLICANDO. Quanto àqueles que não estão fazendo essas coisas por medo de roubo de propriedade intelectual, várias pessoas citaram o lendário Tim O’Reilly: que para quem está tentando construir uma audiência, “OBSCURIDADE É UMA AMEAÇA MAIOR DO QUE A PIRATARIA”.
“Não deixe ninguém lhe dizer autopublicação é uma jogada de desespero. É um movimento de energia.” Complementa Hamilton.

Tags: , , , ,

E. Rodrigues on novembro 21st, 2010


Gente, vão me desculpando aí por eu não postar, ou melhor, por eu postar pouco. Estou muito sem tempo e ainda não arrumei uma “alma literária” que se propusesse a postar aqui comigo.
Bom, acabei de sair do Seminário “Palestrantes Campeões” e vou dizer uma coisa: que coisa MARAVILHOSA eu poder estar lá!!!
Foi perfeito! O Roberto Shinyashiki, simplesmente, abriu o jogo com relação ao mercado de palestrantes, e, melhor ainda, deu “A DICA” para quem quer escrever um livro de forma organizada e competitiva.
Além do mais ,tinha tanta gente legal e boa no que faz que só agradecendo mesmo a oportunidade.
Valeu muito!

Tags:

E. Rodrigues on setembro 28th, 2010

Livro preferido de Dilma Bom…perguntaram-me se eu falaria sobre as eleições no meu blog e eu respondi que não. Entretanto, vou mostrar um pouco da cultura do “polvo” brasileiro com imagens sobre uma possível futura governanta deste nosso país.
Tomando como inspiração uma frase do homem mais importante que já pisou neste planeta, lanço aqui também a minha frase, devidamente alterada, para a situação política atual: “Diga-me quem queres que te governes e te direi quem tu és”

ps: clique no link “livro preferido de Dilma” para ver sua preferência

Tags: ,

E. Rodrigues on agosto 27th, 2010

A terceira geração do Kindle, um dos produtos mais vendidos da Amazon e um dos leitores de eBooks mais populares do mercado, começa assim a chegar às mãos dos primeiros consumidores esta semana.
Disponível em duas versões – só com WiFi e com WiFi e 3G – o novo Kindle tem como principais características ser mais rápido e leve do que os seus antecessores, um ecrã de 6 polegadas e ter um espaço de armazenamento de 4 GB, o que dá para cerca de 3.500 livros electrônicos, nas contas da loja online.
Segundo a Amazon os dispositivos que chegam aos seus clientes nesta sexta-feira são os que foram encomendados de início, dado que atualmente ambos os modelos se encontram esgotados.
A Amazon diz que quem encomendar o Kindle a partir desta semana apenas o deverá receber só depois de 17 de Setembro.

fonte: www.sol.sapo.pt

E. Rodrigues on agosto 12th, 2010

Será aberta ao público, nesta sexta-feira, a Bienal Internacional do Livro de São Paulo. E os ebooks mostraram sua força..
Autores imortais, como Monteiro Lobato e Machado de Assis, já estão com seus livros disponíveis no formato eletrônico e disputam espaço com os novos escritores, como E. AL. Roper, que foi o primeiro escritor brasileiro a disponibilizar suas obras (Inteligência Alimentar e A Energia do Silêncio) para iPhones e Ipod’s.

São 220 mil títulos que nos próximos 11 dias disputarão seus leitores a ferro, fogo e kindle’s.

Tags:

E. Rodrigues on julho 22nd, 2010

Livros para o Kindle já batem impressos

A Amazon informou que, no segundo trimestre do ano, vendeu mais livros digitais do que impressos. Divulgou também que a compra de leitores Kindle triplicou no mesmo período.

Segundo a Amazon, para cada cem livros de papel comprados, outros 143 livros digitais foram adquiridos. No último mês a diferença foi de 100 para 180.

fonte: ebookpt

Tags:

E. Rodrigues on julho 21st, 2010

O iPad da Apple vai ser comercializado em mais nove países a partir de 23 de Julho. Áustria, Bélgica, Hong Kong, Irlanda, Luxemburgo, México, Holanda, Nova Zelândia e Singapura são os contemplados. Todos os modelos vão estar disponíveis através de lojas Apple e concessionários.

fonte: ebookportugal

Tags:

E. Rodrigues on julho 6th, 2010

A Amazon lançou uma aplicação Kindle para correr no sistema operativo Android, utilizado em celulares.

O software permite:

- Sincronização automática das últimas páginas lidas devido a tecnologia Whispersync;
- Ajustar o tamanho do texto,
- Colocar o ecrã em modo retrato ou paisagem,
- Marcar páginas ou ter acesso às anotações feitas no software noutro dispositivo do mesmo utilizador

Veja alguns dos livros em português disponìveis na AMAZON para ANDROID

Cinco jogadores do time da Holanda serão flagrados no uso de substâncias proibidas.
O Brasl perdeu hoje para o time de “cai-cais” holandeses. Um time que, apesar do bom aproveitamento nos primeiros jogos, não sabe o que é a verdadeira magia do futebol.
E não venham chamar mais o Dunga de burro, pois ele não teve culpa do que aconteceu. Tivemos, no primeiro tempo, O MELHOR JOGO DA COPA, o mais bonito e com os melhores jogadores deste torneio. Brasil foi o melhor time e não ganhou.
E também não me venham, os IMBECIS DE PLANTÃO, falar que os jogadores foram comprados. Esta teoria da conspiração daqui a pouco vai começar a rolar, como rolou após a Copa da França de 1998. Será que homens de caráter, como Dunga, Kaká, Lúcio, Gilberto Silva (todos, afinal) se venderiam por algum valor? Por dinheiro? Será que “trocariam” uma derrota agora por uma vitória em 2014? Recuso-me a acreditar que pessoas, com mais de cinco neurônios, possam acreditar em tal hipótese…
Agora, por outro lado, tenho alguns motivos para acreditar em fraudes. O próprio Maradona admitiu terem “batizado” a água do Brasil no jogo contra a Argentina na Copa de 1990. Quem pode garantir que isso não tenha acontecido também nos bastidores da final da copa de 1998? Basta acrescentar alguns tipos de entorpecentes que, simplesmente, fazem baixar o rendimento do atleta. E não precisa muito. Basta que um atleta perca 15% de sua capacidade de reações para que haja uma interferência no resultado de qualquer jogo. E a seleção “dopada” fica com fama de “apática”. E quem poderia fazer isto? Quem poderia entrar num vestiário da seleção e “envenenar” as bebidas e águas de nossos atletas? E eis que surge a grande decepção: um membro de nossa própria comissão técnica. Na verdade, um traidor que a tempos acompanha nossa equipe. Um aliado de um poderoso nome da CBF…

Aí você pode se perguntar: o que isto tem a ver com livros para estar aqui neste blog? Resposta: isto daria ou não um bom livro?

Fica, no primeiro parágrafo deste texto, minha previsão e torcida para que o melhor futebol do mundo retorne à Copa da África.

Tags: , , , ,

E. Rodrigues on junho 28th, 2010

Veja um Ipad em ação…
Gostei do que li!

Acesse este link da AMAZON e veja alguns livros em português para o Ipad

Tags: , ,

E. Rodrigues on junho 14th, 2010

Números atuais do Ipad
- 8500 aplicações disponíveis para o iPad;
- 35 milhões de downloads e uma média de 17 aplicações descarregadas por iPad;
- 5 milhões de livros digitais descarregados em 65 dias, uma média de 2,5 por iPad;

Segundo Steve Jobs, 22% dos livros digitais do mercado são já descarregados na loja da Apple.

Tags: , , , , ,

E. Rodrigues on maio 22nd, 2010

Por Bruno Romani

Na corrida pelo domínio do mercado de livros eletrônicos protagonizada pelos gigantes da tecnologia [como Apple, Google e Amazon], os beneficiados vão além dos aficionados por leitura.
Escritores independentes, aqueles que publicam as próprias obras sem ajuda de uma editora, também podem tirar vantagem da concorrência.
Entre os ganhos estão maior retorno financeiro, variedade de plataformas e ferramentas para promoção com potencial de atingir muita gente.
As primeiras pistas da nova era da autopublicação foram dadas pela Amazon ainda em janeiro, quando a Apple anunciou ao mundo a vinda do iPad. A loja virtual estabeleceu o aumento dos direitos autorais relacionados a livros eletrônicos. A partir de 30 de junho, escritores que vendem na Amazon receberão 70% do preço da venda -o valor atual é de 35%.
A Apple deu o troco e costurou parcerias para levar ao iPad, por meio do aplicativo iBook, livros eletrônicos de escritores independentes . Os sites Lulu e Smashwords ganharam a benção da empresa de Steve Jobs para ser a porta de entrada para o badalado tablet.
“A guerra tecnológica tem um grande benefício, que é colocar a possibilidade da autopublicação em destaque”, diz Ricardo Almeida, diretor-geral do Clube dos Autores, site que funciona como ferramenta para escritores independentes brasileiros.
Há 15 dias, o Google revelou um novo serviço que deve expandir ainda mais as fronteiras da autopublicação. Com o Google Editions, a gigante das buscas passará a vender livros eletrônicos, incluindo aqueles de escritores independentes.
“Comercializaremos qualquer livro com ISBN disponível pelo Google Book Search cujo detentor de direitos nos autorizar a comercializar suas obras por meio do Editions. O preço de cada livro será determinado pelo detentor dos direitos”, disse à Folha Rodrigo Velloso, representante da empresa no Brasil.
O Google deverá esquentar ainda mais o mercado de livros eletrônicos, caso se confirme o projeto de seu próprio tablet.

ONDE PUBLICAR

LULU
Famoso site de autopublicação, tem parceria com a Apple e faz distribuição por meio do iBook, aplicativo que leva livros eletrônicos para o iPad -a Apple embolsa 30% do valor da venda. O restante é dividido entre o Lulu e o escritor -vão 20% para o serviço e 80% ficam para o autor
lulu.com

CLUBE DOS AUTORES
Site mais conhecido do gênero no Brasil, ainda experimenta com plataformas focadas em e-books. Os autores podem converter arquivos de Word para PDF e fazer uma capa para o livro. As vendas acontecem no próprio site, que não retém direitos autorais sobre a obra. Os serviços são gratuitos
clubedosautores.com.br

SMASHWORDS
Distribui livros eletrônicos em várias plataformas, como a loja virtual voltada aos e-readers da Sony, o site da rede de livrarias Barnes & Noble e aplicativos de e-books para smartphones. O serviço é gratuito e o autor recebe 85% do valor das vendas
smashwords.com

DIGITAL TEXT PLATFORM
Serviço gratuito da loja virtual Amazon que permite a publicação no formato do Kindle. Tem suporte para obras em português e, partir de 30 de junho, os autores receberão 70% do valor da venda
dtp.amazon.com

CREATESPACE
Permite que o autor crie sua lojinha virtual para vender suas obras e tem um sistema flexível para determinar os preços, lucros e canais de venda. O site também conta com uma comunidade de escritores que promete ajuda, mas funciona melhor em inglês
creatspace.com

Fonte: Folha de S. Paulo | 19/05/2010 | Por Bruno Romani

Tags: , , , , , , , , ,

Inteligência Alimentar

Inteligência Alimentar

A Editora Elevação fechou contrato com o escritor E. Al. Roper e passa a fazer a impressão do livro “Inteligência Alimentar”. Os e-books tanto para o Kindle, quanto para o Iphone continuam com a Murano.
O primeiro banner foi para o dia das mães.
Bom presente para quem quer cuidar da saúde da mãe!

Tags: , , , , ,

E. Rodrigues on abril 13th, 2010

Isto ainda não é um post completo. É somente uma indagação.
O escritor precisa de dinheiro ou não? Ou, para ficar mais claro, o escritor deve ter um reconhecimento financeiro pelo seu trabalho e sua dedicação às letras?

Tags: , ,

"A Energia do Silêncio" agora em audiolivroA Audiolivro Editora fechou um contrato com o escritor E. AL. Roper para edição e comercialização do audiobook “A Energia do Silêncio e o Poder de Concentração dos Segredos não Revelados”.
A partir de agora a distribuição nacional deste título ficará a cargo desta que é a maior produtora de audiobooks do país.
http://www.audiolivro.net.br/auto-ajuda-desenvolvimento-pessoal/silencio.html

Tags: , , , ,

E. Rodrigues on fevereiro 3rd, 2010

Beleza Sustentável: chance grande de encontrar por lá um de seus autores preferidos

Beleza Sustentável: chance grande de encontrar por lá um de seus autores preferidos

Dividido em cinco dimensões: Beleza Física, Beleza Mental, Beleza Emocional, Beleza Espiritual e Beleza Financeira, o evento BELEZA SUSTENTÁVEL 2010 tem na sua programação: palestras, vídeos, estandes de empresas comprometidas com a sustentabilidade, áreas destinadas a terapias alternativas, show de música e luzes, e outras surpresas emocionantes que vão mexer com os cinco sentidos de todos os participantes: paladar, olfato, audição, visão e tato.
Vários escritores foram convidados para proferir as palestras: Nuno Cobra, Gustavo Cerbasi, Carla Sallet, Aldo Novak, Rosana Braga, Rosana Beni, Monja Coen, Khristian Paterhan, dentre outros.
Beleza Sustentável 2010 é dirigido para pessoas físicas e jurídicas de todo o País. Principalmente, para quem busca evoluir e melhorar de forma significativa seus resultados em todas as dimensões. Definitivamente, não dá para perder!
Mais informações: www.belezasustentavel.com.br

Tags: , ,

E. Rodrigues on janeiro 28th, 2010

Foi anunciado ontem (27/01/10) o mais novo lançamento da Apple: o iPad. Com tela de 9,7 polegadas, 680 gramas, 1,2 cm de espessura, bateria de dez horas em uso; versões com memórias de 16, 32 e 64GB, conexão à internet, tela sensível a múltiplos toques, teclado touchscreen QWERTY, permite ver fotos e vídeos – inclusive canais de TV e a versão em alta definição do YouTube. Possui também acelerômetro, Bluetooth e Wi-Fi com velocidade de acesso maior que a do iPhone 3GS. Os preços devem variar de U$499,00 a U$699,00.
O iBooks, um dos aplicativos do iPad, veio para fazer frente ao leitor digital Kindle para oferecer conteúdo de e-books. Um dos fortes indícios de que o novo tablet estaria chegando foi a constante negociação da Apple com empresas de conteúdo editorial. A companhia teria contactado grandes editoras, como New York Times, Conde Nast Publications, HarperCollins Publishers, Penguin, Macmillion e Simon & Shuster, para criar uma plataforma para conteúdos como revistas, livros e jornais.
Novidades tecnológicas são sempre bem vindas, principalmente quando afetam, positivamente e diretamente, o mundo literário.

Tags: ,

E. Rodrigues on dezembro 26th, 2009

Neutralizar já não basta...

Neutralizar já não basta...

Falar sobre meio ambiente em um site, teoricamente, criado para falar sobre livros é meio parecido como ir ao cinema para assistir uma missa…Perdoem-me, portanto, mas é que eu não agüento mais me calar diante de tanta IGNORÂNCIA ou tanta ESPERTEZA (espero que seja ignorância). Além do mais, de que adianta ter livros para ler se não houver um planeta para viver…
Neutralizar emissões de carbono é um dos MAIORES ENGODOS já criados quando o assunto é meio ambiente.
A ideia pode e deve até ter começado com boas intenções, mas, raciocinemos: de que vale uma empresa dizer que vai NEUTRALIZAR suas emissões de carbono? NEUTRALIZAR significa dizer que a empresa anuncia: “Vejam, não sou responsável por mais este tanto de carbono lançado na natureza!”
Meu Deus! Gente, não adianta mais falar que “eu não estou fazendo nada para piorar”, pois é exatamente isto que quem NEUTRALIZA EMISSÕES DE CARBONO FAZ: simplesmente não piora o meio ambiente….
Entendam, pelo amor de Deus: o estrago está feito! Temos então é que NEGATIVAR AS EMISSÕES! Isto mesmo, precisamos tentar tirar além do que jogamos no ar…
Se uma empresa calculou que jogou 100 toneladas de carbono no ar e planta árvores suficientes para NEUTRALIZAR somente estas 100 toneladas, então ela não fez NADA pelo meio ambiente. Nem melhorou, nem piorou.
Que comecem a plantar o DOBRO, o TRIPLO, o QUADRUPLO de árvores. Precisamos, não somente do carbono aprisionado, mas precisamos também das SOMBRAS destas árvores.
Para aqueles que entenderam o recado ajudem a plantar a ideia do CARBONO NEGATIVO.
NEUTRALIZAÇÃO DE CARBONO é “umbigocentrismo” puro!!!
PS: este “recado” não é voltado a nenhuma empresa específica que possua como razão social a NEUTRALIZAÇÃO DE CARBONO. É um recado para todos nós!!! Façamos mais que nossa parte, pois nem todos farão a própria.

Tags:

E. Rodrigues on dezembro 22nd, 2009

A Amazon.com informou que o Kindle teve o melhor mês de vendas em dezembro.

Sem dar números ou comparativos sobre metade do andamento do mês, a empresa disse que o Kindle foi o produto mais pedido durante as compras de fim de ano em dezembro.
Para ler mais: http://info.abril.com.br/noticias/mercado/kindle-tem-recorde-de-vendas-em-dezembro-18122009-4.shl

Tags: ,

E. Rodrigues on dezembro 1st, 2009

Livrão de 1070 páginas debaixo do Kindle

Livrão de 1070 páginas debaixo do Kindle

Por Noga Sklar

“Somente mulheres femininas eram permitidas na Rússia — e eu não era feminina.”
Clarice Lispector, em sonho narrado em sua biografia, “Why this world”

Sabem aquela velha frase-chave pra selecionar namorado, “que livro você levaria para uma ilha deserta”? Pois é. Deixou de fazer qualquer sentido. Eu já havia respondido que levaria o Ulysses, mas agora me corrijo: levaria o Kindle e os 1500 livros que por ventura cabem nele (Ulysses incluído, claro), ah, tudo bem. Tem quem poderia dizer pra atrapalhar minha festa… e a bateria? Como é que você faria pra recarregar a bateria numa ilha deserta?
Bem. Melhor esquecer. Afinal de contas, a questão é apenas retórica, não é mesmo? Quem é que pretende hoje em dia, com tantos sites obrigatórios de relacionamento, se isolar realmente numa ilha deserta? Ou até mesmo embarcar num navio?
De volta ao Kindle, pois é: acabei de ganhar o meu, uma das raras e boas surpresas verdadeiras que tive na vida, gente!, eu juro que não esperava isso. E foi logo paixão à primeira vista, isto é, ao primeiro toque, porque à primeira vista, devo confessar, o Kindle parece pequeno demais, frágil demais, simples demais, embora eu na verdade esperasse que ele fosse de plástico, assim, digamos, mais vagabundinho, bem mais descartável do que realmente é. Mas ao tocar pela primeira vez o botão que o liga, ah, que sensação inesquecível! O Kindle é leve, fácil de manusear, comprar livros é incrivelmente instintivo (nem precisa digitar nem confirmar número algum, nem senha, nem nada, 60 segundos et voilà!, está lá o livro novo na sua mesa) e ainda vem com dicionário embutido, nunca mais a cabeceira entupida de livros.
Melhor ainda é o livro que escolhi para estrear este admirável gadget novo, cá entre nós que não sou de gadgets, nunca fui: não tenho iPod, nem iPhone, nem Blackberry nem nada disso, apenas um indispensável Nokia velho com câmera, sabem como é, e um notebook HP quebrado que ops, acabou de travar de novo, ô vida.
Toca a desligar, esperar, tentar reiniciar, mas eu não estava falando, ou começando a falar, da nova biografia de Clarice Lispector?
O curioso é que sem que eu jamais tenha sido fã, nem dedicadamente lido tudo que ela deixou disponível, minha vida parece intrincadamente misturada à dela, com suas incômodas origens binacionais e tudo o mais, segundo Benjamin Moser, autor do livro, uma questão central para a enigmática escritora: faz pouco tempo que descobri, imaginem, que a dedicada acompanhante de mamãe foi também acompanhante até a morte do ex-marido de Clarice, vítima de derrames sucessivos, que até a morte foi afetado pela forte presença pós-mortem da primeira esposa, segundo ele “uma pessoa muito maluca”. E foi justamente esta acompanhante que trouxe do Rio para mim na manhã de ontem, em mãos, o precioso presente enviado por meu irmão: meu Amazon Kindle.
Ainda estou no comecinho do livro, mas já posso afirmar, com o tom de exagero que me é peculiar, que converti-me irremediavelmente ao Kindle ao ler na cama sobre a vida de Clarice. Nunca mais aqueles livros pesados, aquele virar a página por fora do cobertor que é tão complicado aqui na Serra nos dias mais frios, o dicionário sempre ao lado, e pior, pobres traduções para o português, nunca mais, agora que tenho à distância de um toque sem fio o acesso barato a todos os originais, que cheiro de papel que nada.
Como disse no outro dia aquele meu amigo por email, a quem eu andava ansiosa por uma brecha para citar, “Jeff Bezos é meu pastor, nada há de me faltar”.

Tags: , ,

E. Rodrigues on novembro 19th, 2009

Gráfico mostra aumento no número de ebooks na APPSTORE

Gráfico mostra aumento no número de ebooks na APPSTORE

Enquanto o que mais se fala no mundo editorial é sobre o Amazon Kindle, o leitor digital da AMAZON, o número de ebooks publicados na Appstore cresce exponencialmente (cerca de 20% dos aplicativos-desde de setembro deste ano).
Antecipando-se ao mercado, uma editora brasileira, a novata MURANO, já disponibilizou seus livros à venda no site da APPLE. Os primeiros foram “INTELIGÊNCIA ALIMENTAR” e “A ENERGIA DO SILÊNCIO E O PODER DE CONCENTRAÇÃO DOS SEGREDOS NÃO REVELADOS”, ambos do escritor E. AL. Roper.
Agora a editora colocou no ar a versão em português do livro “A ARTE DA GUERRA” de Sun Tzu, os principais livros de Machado de Assis e uma versão de “ROMEU E JULIETA” de William Shakespeare.
“As vendas dos ebooks na APPSTORE ajudaram a aumentar as vendas dos impressos. Quem compra para ler no IPHONE ou IPOD, acaba comprando o livro em papel”, revela Roper, entusiasmado com a nova tecnologia. Seu livro “A ENERGIA DO SILÊNCIO” ainda nem foi lançado oficialmente, mas o evento de lançamento, previsto para dezembro, promete ser o primeiro verdadeiramente multimídia do Brasil: papel, audiolivro e ebook.
Acho que daqui a pouco estaremos lendo livros no relógio, na caneta ou num palito de fósforos…

http://itunes.apple.com/us/app/id320589606?mt=8

Tags: , , , , , ,

E. Rodrigues on novembro 8th, 2009
E-reader flexível - AUO

E-reader flexível - AUO

Mal o Kindle chegou no Brasil, já temos novidades mais emocionantes vindo por aí.
A empresa tawanesa AUO apresentou seu e-reader flexível de 6 polegadas, inquebrável e sem distorções quando torcido.
A novidade deve demorar um pouco para desembarcar por aqui.
Em tempos modernos, novas tecnologias ainda ainda parecem viajar nas antigas naus.

Tags:

E. Rodrigues on novembro 4th, 2009

O contato com espíritos sempre foi um desejo do ser humano (exclua aqui os bem medrosos). E aqueles que tiveram, em algum momento da vida, uma oportunidade concreta de comunicação interdimensional dizem-se “ILUMINADOS”.
Não é à toa que os livros espíritas ocupam um espaço cada vez maior nas estantes dos leitores. Se a luz não vem por experiência própria, tais leitores buscam a tão perseguida “ILUMINAÇÃO” por meio das provas obtidas por outras pessoas, no caso, escritores.
Entretanto, romances espíritas muitas vezes são vendidos como histórias verdadeiras “psicografadas” por seus autores, e jamais poderemos provar se o “ditado” de lá pra cá foi real ou fictício.
Mais ontológico que romântico é um caso descrito no livro “A Volta” onde vários fatos parecem confirmar que um menino de nome Jean é a reencarnação de um piloto da Segunda Guerra Mundial, James Huston Jr.
Basta viver (e ler) para crer…

Tags: , ,

E. Rodrigues on outubro 28th, 2009

Kindle DX e Kindle International, lado a lado

Kindle DX e Kindle International, lado a lado

A INFOLAB recebeu um dos primeiros exemplares do Kindle International. Com um acabamento de respeito tanto na parte traseira quanto na frontal, o Kindle é firme e não apresenta aqueles ruídos de peças soltas quando chacoalhado. Ainda por fora, sua tela de 6 polegadas utiliza a tecnologia E-Ink, como de todos os e-readers.
A versão americana tem tela de 9,7 polegadas, o que o deixa bem maior do que nossa versão tupiniquim.
Vamos ver o que a INFOLAB diz desta novidade. Será que mandariam para cá a “carne de segunda”?

para ler mais: http://info.abril.com.br/noticias/blogs/gadgets/miscelanea/na-mao-o-kindle-brazuca/

Tags: , , ,

E. Rodrigues on outubro 18th, 2009

Livros já podem ser lidos no IPHONE

Livros já podem ser lidos no IPHONE

Por Ubiratan Brasil

O inglês Richard Charkin, diretor executivo da editora Bloomsbury, é um homem bonachão, que arranca gargalhadas com quase tudo o que fala. Ontem, porém, durante um encontro sobre o futuro do e-book (que atraiu o dobro de pessoas em relação à capacidade do espaço designado pelos organizadores da Feira de Frankfurt), ele conseguiu ser sério uma vez: “Neste Natal, duvido que alguém vá gostar de receber um livro eletrônico, preferindo ainda o formato no papel. Mas, não sei como será no próximo ano.”
Como era esperado, o livro digital atrai pequenas multidões quando é discutida sua vinda. E o encontro de ontem recebeu um upgrade com o anúncio da empresa Google, que planeja lançar uma loja online de livros eletrônicos de qualquer dispositivo com um navegador da Web, ameaçando o crescente mercado de leitores dominado pelo Kindle, da Amazon. O projeto pretende lançar edições no primeiro semestre do próximo ano, oferecendo inicialmente cerca de meio milhão de e-books em parceria com as editoras com as quais já negociou os direitos digitais. “Não estamos focados em apenas um tipo de suporte eletrônico”, disse Tom Turvey, diretor de Parcerias Estratégicas do Google, em uma coletiva de imprensa em Frankfurt.
O anúncio veio uma semana depois de a Amazon ter confirmado que vai liberar o uso do Kindle para mais de cem países além dos Estados Unidos, elevando sua posição de liderança em um mercado pequeno, mas de crescimento rápido, em que os seus concorrentes incluem o Sony Reader”s.
“São decisões importantes, pois o consumidor ainda não sabe como escolher”, comentou Ronald Schild, diretor da empresa de marketing MVB, que participou do debate ao lado de Richard Charkin. Mas, ele acredita, a indecisão logo vai terminar. “Hoje, com nossa rotina dominada por aparelhos eletrônicos, as pessoas leem mais textos em meios eletrônicos do que em papel”, observou Andrew Savicas, vice-presidente da O”Reilly Media, editora norte-americana cujo fundador, Tom O”Reilly, cravou o termo Web 2.0. Os números confirmam uma leve transferência para o mercado editorial – segundo a empresa de pesquisas Forrester, cerca de 3 milhões de leitores digitais serão vendidos nos Estados Unidos, contra uma previsão inicial de um milhão, um aumento favorecido por preços mais baixos, variação no conteúdo e melhor distribuição.
O problema mais crucial continua sendo a discussão sobre direitos autorais. Contra as reclamações de que vai disponibilizar livros fora de catálogo mas cujos direitos ainda persistem, o Google rebateu, afirmando que a versão eletrônica abrirá novas possibilidades comerciais para a obra.
“Esse assunto é o mais delicado nessa história”, comentou a agente literária Lúcia Riff ao Estado. Apesar de o mercado brasileiro ainda estar ligeiramente distante do mundo digital, ela contou que já acrescenta adendos aos contratos de seus autores (e ela edita escritores do naipe de Luis Fernando Verissimo) incluindo o formato e-book. “É preciso fazer uma adaptação, ainda com o mercado incerto.”

FONTE: http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20091016/not_imp451278,0.php

Tags: , , ,

E. Rodrigues on outubro 8th, 2009

Jeff Bezos, CEO da Amazon: aparelho vai custar 279 dólares

Jeff Bezos, CEO da Amazon: aparelho vai custar 279 dólares

CUPERTINO – A Amazon.com vai disponibilizar o Kindle em mais de 100 países, incluindo a China, intensificando a batalha no florescente mercado de livros digitais.
A novidade dá à maior varejista online do mundo um alcance de mercado mais amplo que o dos seus concorrentes, como a Sony.
O Kindle será vendido por 279 dólares nesses países.
A companhia também afirmou que deve reduzir o preço do aparelho nos EUA em até 13%, de 299 dólares para 259 dólares, se aproximando do preço de dispositivos rivais.
Segundo a Amazon.com, mais de 200 mil livros em inglês além de 85 jornais e revistas poderão ser acessados no Kindle internacional, que começará a ser vendido no dia 19 de outubro.
“Nosso objetivo para o Kindle é qualquer livro já impresso, em qualquer idioma, disponível em um minuto”, declarou Jeff Bezos, CEO da companhia.

“Claro que essa é uma visão de décadas”, acrescentou Bezos, em visita a um escritório da Amazon.com em Cupertino.

A varejista online também vem trabalhando para que os livros digitais do Kindle possam ser acessados em mais dispositivos. Por exemplo, esses livros já podem ser baixados pelo iPhone ou pelo iPod Touch.

fonte: http://info.abril.com.br -apud Reuters

Tags: , , , ,

E. Rodrigues on setembro 29th, 2009

Por: Abril L. Hamilton (autor, fundador e editor-chefe da Publetariat)

Até recentemente, se você fosse auto-publicado virtualmente, qualquer agente ou editor de livros não iria querer ouvir falar de você, como se seu prestígio fosse literalmente jogado fora. Mas, dado o teor e conteúdo das sessões deste ano do “Writers Digest Business Conference” eu prevejo que não irá demorar muito para que agentes e editores, rotineiramente, perguntem o que você tem auto-publicado, e como está fazendo isso. Isso mesmo! Prevejo que, dentro de 5 anos, a auto-publicação não será mais uma opção, mas sim, um PRÉ-REQUISITO para desconhecidos aspirantes a escritores. É a lógica, o próximo passo (inevitável) na plataforma de um autor.
Nesta conferência, a mensagem predominante era que ambos os autores (os aspirantes e os já publicados), precisam começar seu trabalho frente ao público leitor em cada oportunidade. E adivinhem? Se você está blogando ou fazendo sua escrita disponível para download em ebook ou formatos de podcast, você já está SE AUTO-PUBLICANDO. Quanto àqueles que não estão fazendo essas coisas por medo de roubo de propriedade intelectual, várias pessoas citaram o lendário Tim O’Reilly: que para quem está tentando construir uma audiência, “OBSCURIDADE É UMA AMEAÇA MAIOR DO QUE A PIRATARIA”.

“Não deixe ninguém lhe dizer auto-publicação é uma jogada de desespero. É um movimento de energia.” Complementa Hamilton.

Para ler a íntegra da matéria consulte a fonte: http://www.publetariat.com/sell/self-publishing-future-prerequisite

Tags: , ,

E. Rodrigues on setembro 25th, 2009

A Doubleday anunciou hoje que “THE LOST SYMBOL” já vendeu mais de 2 milhões de cópias em todo o mundo idioma Inglês. O total inclui capa dura, audiolivro e formatos de e-book. A Doubleday relatou também que foi a melhor venda da história da Random House de um título na primeira semana de vendas.

Fonte: http://www.publishersweekly.com/article/CA6698246.html

Tags: , , , , ,

E. Rodrigues on setembro 23rd, 2009

LIVROS

A XIV Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro terminou domingo, 20/09, no Riocentro, Rio de Janeiro, com público estimado de 640 mil pessoas ao longo de 11 dias de evento. O número de visitantes era o esperado pela organização da Bienal. O recorde de público aconteceu no sábado, dia 19, quando a Bienal recebeu mais de 100 mil pessoas.

Nesta edição houve um incremento no número de público de bilheteria e uma pequena redução na Visitação Escolar. “Algumas escolas que já tinham se cadastrado acabaram não vindo ao evento por conta das reposições de aulas. Em contrapartida, tivemos um crescimento de 10% de público espontâneo, pessoas que trouxeram suas famílias para conhecer as novidades desta edição”, afirma Arthur Repsold, presidente da GL Events no Brasil.

Na Visitação Escolar foram 120 mil estudantes, contra 173 mil da última edição, enquanto o público espontâneo foi de 520 mil pessoas – em 2007 foram 472 mil. Foram vendidos 2,45 milhões de livros que representam um faturamento estimado de R$ 51 milhões e 500 mil.

Fonte: In Press Porter Novelli

Tags: , , ,

E. Rodrigues on setembro 16th, 2009

Os Rivais
Conheça os grandes concorrentes do livro impresso – eles poderão engolir a sua biblioteca em breve

KINDLE/AMAZON
PREÇO: Duas versões. Uma por US$ 299 e outra, maior, por U5$ 489.
PONTOS FORTES: Nos EUA, dá para comprar mais de 275 mil livros em qualquer hora e lugar, pelo próprio e-reader.
PONTOS FRACOS: A Amazon tem controle sobre sua coleção. Pode deletar qualquer Livro, como fez em julho com 1984, por uma questão de direitos autorais- E não está disponível no Brasil

READER DIGITAL BOOK/SONY

PREÇO: Duas versões. Uma por US$ 279 e outra, pocket, por US$ 199.
PONTOS FORTES: Acesso gratuito a mais de 1 milhão de Livros do acervo do Google. E é mais barato do que o Kindle.
PONTOS FRACOS: O downLoad para o e-reader não é automático. É preciso conectar o aparelho ao computador para baixar os livros. Não está disponível no Brasil.

BR-100-NTX/ BRAVIEW
PREÇO: O equivalente a US$ 200.
PONTOS FORTES: É coisa nossa! Previsto para ser lançado por aqui em outubro, deve ser o único no país por um tempo.
PONTOS FRACOS: Será mais simples que seus amigos estrangeiros, sem wi-fi ou tela sensível ao toque. Ainda não divulgou quais e quantas serão as obras disponíveis para Leitura no e-reader.

Outros leitores de books: Cybook, Bebook, Flepia, iLiad, Txtr, CELULARES, IPHONES, IPODS
Fonte: revista Super Interessante (setembro de 2009)

Tags: , , , , , , , , ,

ronald on setembro 6th, 2009

Muitos podem perguntar: o que seria um bom livro? Em minha opinião o bom livro é aquele que tem o poder de nos mudar, transformar. Muitas leituras nos fazem parar, pensar e até respirar fundo através de uma longa reflexão!  O bom livro nos faz, questionar, movimentar rumo a nós mesmos. Creio, profundamente, que o bom livro pode mudar as novas vidas. Read the rest of this entry »

Tags:

E. Rodrigues on setembro 3rd, 2009

CSIÉ um livro? É um filme? É um site? Na realidade, são todas as três coisas.
Anthony Zuiker, criador do seriado de TV norte-americano “CSI: Crime Scene Investigation”, está lançando o que chamou de “digi-novel”, ou romance digital, combinando as três mídias — e dando um susto ao setor livreiro tradicional.
Zuiker criou “Level 26″, um romance policial que também convida os leitores a, mais ou menos a cada 20 páginas do texto, irem para um site onde, com uma senha especial, poderão assistir a uma “ciberponte” — um filme de três minutos ligado à história.
A partir da próxima terça-feira os leitores poderão comprar o livro, visitar o site, se cadastrarem para assistir às “ciberpontes”, ler, comentar e contribuir para a história.
“Fazer apenas uma dessas três coisas não vai manter os negócios aquecidos”, disse Zuiker. “O futuro dos negócios, em termos de entretenimento, terá que estar na convergência de mídias diferentes.”
Ele disse que não pensa que o romance digital possa tomar o lugar da publicação de livros à maneira tradicional, mas que o setor estava precisando de uma injeção de inovação.
Zuiker montou um esboço de 60 páginas do livro, que foi escrito por Duane Swierczynski, e escreveu e dirigiu as “ciberpontes”. Ele disse que o livro pode também ser lido sem que se assista às ciberpontes.

Por Michelle Nichols

FONTE:http://br.reuters.com

Tags:

E. Rodrigues on setembro 3rd, 2009

A Cabana, do escritor norte-americano William P. Young, completou um ano de lançamento no Brasil e o best-seller da editora Sextante não podia receber presente melhor de aniversário: chegou esta semana à marca de 1 milhão de exemplares vendidos.

FONTE: www.publishnews.com.br

Tags:

E. Rodrigues on agosto 25th, 2009

A literatura definitivamente já navega na era digital – depois do megassucesso O Código Da Vinci, o escritor americano Dan Brown anunciou que seu próximo romance, The Lost Symbol, será lançado no dia 15 de setembro tanto na versão impressa como na eletrônica, no formato e-book. Com isso, a primeira edição será de 5 milhões de exemplares. Já a canadense Margaret Atwood divertiu-se ao participar de uma experiência inusitada, no ano passado: autografar um livro a distância. Para isso, utilizou um novo aparelho, LongPen, no qual ela escreveu com uma caneta especial, stylus, que transmitiu por internet sua assinatura. Detalhe: Margaret estava em Toronto, no Canadá, e o livro autografado em Pittsburgh, nos Estados Unidos. Uma brincadeira, é verdade, mas que pode funcionar como metáfora das inúmeras possibilidades oferecidas à literatura pelas novas tecnologias.

O futuro multimídia do mundo dos livros sacode o mercado, que já discute como ficará a página impressa. Afinal, só neste ano surgiram vídeos online dramatizados, histórias desenvolvidas no Twitter, sites que abrigam diversos escritores e suas tramas variadas, além de novos dispositivos de leitura como os da Amazon, Samsung, Fujitsu e também da Sony, que formou parceria com o Google para obras que estão em domínio público e não contam mais com a proteção dos direitos autorais.

A corrida tecnológica, aliás, começou com a indústria responsável pelos novos formatos de leitura, os já conhecidos e-books. Além daquelas empresas, a Netronix, de Taiwan, promete para o fim do ano modelos com telas sensíveis a toques. Também a holandesa Polymer Vision planeja um leitor eletrônico portátil com tela que pode ser enrolada. ”São formas do século 20 que, num sentido prático, foram ativadas pelo computador e permitem ao leitor avançar mediante uma interface, em vez de virar as páginas ou ouvir alguém lendo”, comenta Nick Montfort, professor de mídia digital do Massachusetts Institute of Technology (MIT) e autor de ficção interativa.

Por Ubiratan Brasil (http://www.estadao.com.br)
Leia mais http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20090823/not_imp423087,0.php

Tags: , , , , , , , ,

E. Rodrigues on agosto 21st, 2009

Veja a reportagem sobre os leitores de ebooks exibida na GLOBONEWS dividida em 3 vídeos:



Tags: , , , , , , , ,